Terça da mortadela

Baseados numa notícia falsa, a esquerda coloca seus peões na rua

Dizem que a extrema esquerda realizou manifestações hoje nas ruas.

Não sei porque não vi.

Mas amanhã certamente veremos a globo ou o dcm afirmando que ziguilhões de pessoas pararam os centros de todo o país, indignados com…

Com o que mesmo?

Oficialmente, os ziguilhões de manifestantes protestam baseados numa notícia falseta veiculada pela globo no Jornal Nacional, tentando vincular Bolsonaro à morte da musa falecida da esquerda Marielle.

Que, diga-se de passagem, era uma ilustre desconhecida até para a esquerda antes de conseguir, infelizmente, o status de falecida.

Até a globo e seus jornaleiros hoje não sabem o que fazer com essa batata esquentada por eles mesmos, irresponsavelmente.

Claro que a globo não poderia em momento algum imaginar que a notícia ‘produzida’ serviria de estopim e tema para a escola de samba ‘unidos da esquerda nas ruas’, não é mesmo?

Mais um script: ainda exigem a cassação de Eduardo Bolsonaro por ter citado o AI-5, crime mais hediondo, segundo a visão especial desses grupos, do que as pedaladas fiscais do poste sem luz de seu chefe hoje trancafiado numa cela de luxe em Curitiba.

Não bastasse, João Pedro Stédile encheu o peito pra afirmar, orgulhoso:

‘QUE OS VENTOS DA AMÉRICA LATINA CHEGUEM AO BRASIL’

Ora, será que ele se referia ao quebra quebra do Chile, à guerrilha urbana que assola o país e outros da América Latina?

Ou será que endossa com essa afirmação as bravatas do Foro de São Paulo, que ameaça todo um continente com seus terroristas encapuzados caso esse mesmo continente não se dobre à sua vontade?

Stédile é coordenador nacional do braço armado do PT, o MST.

Já cansou de ameaçar e ameaçar o Brasil.

Ele e Boulos já afirmaram, inclusive, que iriam ‘queimar o Brasil’.

Será que por ‘queimar’ não se pode subentender despejar óleo venezuelano nas costas do Brasil, a mando do chefe?

Ou será que foram os gajos que botaram fogo na Amazônia, pobre Amazônia, só pra acusar Bolsonaro?

E será que a fala de Stédile, incitando ao terrorismo e à guerrilha urbana não é crime?

Ninguém, além dos mortadelantes, escuta ou leva a sério o que expele Stédile.

Mas talvez esteja na hora dessas pessoas serem enquadradas na lei para aprenderem e entenderem uma coisa óbvia:

O Brasil não é o Chile.

E muito menos a Venezuela.

marcoangelifull

publicitário, artista plástico e cidadão

Mais de marcoangelifull

Comentários

Mais em Política