Jogo marcado

Carmem Lúcia manda soltar todos os presos em segunda instância

Fosse por overdose de santos, este país certamente seria um paraíso.

Na terça passada, 19, a santa de plantão no STF, Carmem Lúcia,mandou soltar todos os meliantes presos após condenação em segunda instância.

Ela obedece o novo entendimento de seus pares do STF, promovendo a impunidade seletiva que tanto apoiam.

Objetivo conquistado -a libertação sem tornozeleira do carniça- agora é só continuar o joguinho ‘legalista’.

Que é obedecer e aplicar a decisão marota dos 11 de preto, ela inclusive, como se o país realmente tivesse um sistema de leis justo, igualando todos os cidadãos.

Não é o caso, mas há que se jogar o jogo.

Mesmo marcado.

Singelamente, a santa magistrada declarou que soltar bandido não é sua posição pessoal, já que votou a favor da prisão em segunda instância.

Mas fazer o que?

Confortavelmente, tem que seguir a decisão da instituição que representa.

A decisão -verdadeiro golpe jurídico- foi enviada hoje ao TRF-4.

Enquanto isso, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou o envio da PEC 199/19 -que volta a prisão em segunda instância- para a comissão especial da casa.

Entre uma lagosta e outra, o imbroglio continua.

Deputados votantes, apreensivos com a pressão popular -leia-se votos futuros- enrolam.

Os 11 divinos nem isso fazem.

Não precisam de votos de ninguém, nem respondem a ninguém pelos seus atos.

Carmencita faz parte desse olimpo autoritário.

E é cheia de boas intenções, como se nota.

Mas, como dizia minha sábia avó: ‘de boas intenções o inferno tá cheio.’

marcoangelifull

publicitário, artista plástico e cidadão

Apoie a independência do nosso trabalho. Colabore com qualquer valor acessando: apoia.se/marcoangelifull

Mais de marcoangelifull

Comentários

Notícias relacionadas