Brasil: quarto destino de investimentos mundiais em 2019

O país sobre dois pontos no índice de confiança mundial

Em 2018, o Brasil recebeu 60 bilhões de dólares em investimentos externos.

Em 2019, segundo relatório divulgado dia 20 pela UNCTAD (Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento, os investimentos subiram para 75 bilhões.

O sucesso da gestão financeira do governo federal fez o Brasil subir dois níveis no ranking mundial de destino de investimentos.O que não é pouco.

Acima do Brasil, como melhores nações para se investir, ficam apenas os Estados Unidos, China e Cingapura.

O aumento de 26% em relação a 2018 se deve especialmente à política de privatizações lançado em julho pelo governo Bolsonaro, que se concentrou na venda de subsidiárias de estatais e de participação acionária do governo em empresas privadas.Outros fatores, além disso, contribuem para o aumento de confiança mundial no país, como o investimento anunciado nas áreas verdes, energia renovável e indústria automotiva.

Esses investimentos dobram,simplesmente, em relação a 2018.

São fatos que demonstram claramente a importância de uma gestão de governo que é capaz de gerar o que é preciso para atrair investimentos: confiança.Essa palavrinha -confiança- é o que os países desenvolvidos do mundo jamais tiveram integralmente em relação aos governos petistas, empenhados em despejar grana para aliviar parceiros socialistas como a Venezuela, Nicarágua e tantos outros.

Ou despejar grana perdulariamente em cavalos perdedores como a refinaria ferro velho de Pasadena ou uma Copa do Mundo superfaturada para enriquecer a politicalha corrupta.

Isso é passado.

Mas está presente na memória de todos os brasileiros.

Exatamente por isso o partido do criminoso lula desce a ladeira numa velocidade espantosa, o fracasso exposto como uma fratura.

Hoje, comemoramos essa boa notícia.E convém lembrar que, nas próximas eleições, o povo brasileiro deve lutar para afastar cada vez mais o fantasma petista do atraso e da corrupção.

Mudar para melhor é preciso.

*Fonte: Infomoney

marcoangelifull

publicitário, artista plástico e cidadão

Mais de marcoangelifull

Comentários

Mais em Política