Moro e Bolsonaro pressionam pela segurança

Foi lançada, no dia 3 de outubro, a campanha publicitária do Pacote Anti Crime de Moro.

Moro, durante o lançamento no Palácio do Planalto, fez um apelo aos deputados e senadores para que se alinhassem ao esforço de reduzir a criminalidade no país.

O recado foi claro e direto para a politicalha, que resiste ao Pacote desde fevereiro, quando foi lançado pelo ministro.

Para políticos, muitos deles enroscados até o pescoço em processos que os acusam de corrupção e com o rabo preso com o crime organizado, a ideia não é nada interessante.

Mas, ao contrário, é prioridade para a sociedade brasileira que produz, trabalha honestamente e paga impostos.

E os salários da politicalha.

Moro declarou que nos primeiros sete meses de governo, mais de 7 mil vidas foram poupadas, com a queda do índice de assassinatos.

A campanha usa seis vídeos, com depoimentos reais de vítimas de casos de violência e impunidade, abordando especialmente a prisão a partir da condenação em segunda instância, tribunal do júri e saidão de presos.

Rafael, por exemplo, fala sobre o assassinato do pai. O autor do crime foi visto na rua, faceiro, logo após a condenação pelo Tribunal do Júri.

Naturalmente, não faltaram as perguntas imbecis -e capciosas- de jornaleiros igualmente imbecis travestidos de jornalistas, como o caso da repórter que perguntou como mortes como a da menina Ághata -novamente- poderiam ser evitadas.

Moro sequer se deu ao trabalho de dar a resposta, de uma obviedade infantil.

O processo tramita desde março na Câmara dos Deputados, e a finalidade da campanha é justamente a de deixar clara a urgência de sua votação.

E que, por mais que queira, a politicalha pagará o preço caso decida enrolar e empurrar o projeto com as enormes barrigas como tem feito até agora.

O país precisa, urgente, reduzir a criminalidade, trazer de volta a segurança perdida aos cidadãos e acabar com a ligação amoral entre políticos corruptos e o crime organizado.

Essa é a hora.

marcoangelifull

publicitário, artista plástico e cidadão

Apoie a independência do nosso trabalho. Colabore com qualquer valor acessando: apoia.se/marcoangelifull

Mais de marcoangelifull

Mais de pacote anti crime

Comentários

Notícias relacionadas