O definhamento absoluto da lógica esquerdista e o caso dos trainees Magalu.

Aumenta o desespero, vão-se as unhas -até as dos pés- roídas no inconformismo dos que se afastam cada vez mais do poder perdido, e os esquerdóides de plantão partem para a inversão e completo abandono da razão.

Não que tenham sido algum dia lá muito apegados à verdade ou à lógica, mas agora as abandonam de vez, em um surto psicótico causado pela sobrevivência inesperada do presidente que odeiam.

Facada, covid, nada resolveu.

Bolsonaro sobrevive.

E os impede de retornar ao poder, exercido, como é de conhecimento geral, para pilhar, mentir e realizar furtos crônicos na grana pública, grana do povo.

O caso recente do Magazine Luiza, promovendo um programa de trainees apenas para negros, é sintomático dessa situação.

Sob o açucarado mote da inclusão social, na realidade aumentam ainda mais os abismos sociais.

E alimentam o racismo.

Cumprem seu papel: gerar polêmica barata.

Nada de novo, se lembrarmos da deprimente exposição de ‘arte’ do Santander, o Queer Museum, ou da mulher com baratas no meio das pernas nas ruas de São Paulo.

Empresas e artistas canhotos seguem o apito do chefe, o execrável criminoso lula da silva, e sua cartilha de divisão social.

Aprendida, diga-se de passagem, como mestre comunista FHC.

Dividir, dividir, é o lema.

Alimentar a pobreza se mostrando em comerciais como pai dos pobres ou colocando negros contra brancos se declarando a favor de inclusão...não importa.

Tudo vale, nessa ótica alienada que vai desmoronando.

Assim, a reação esquerdóide à crítica -por exemplo- da deputada Bia Kicis contra o racismo da tal Magalu é mais do mesmo.

E pior: a interpretação esquerdóide dos fatos é às avessas, acusando quem os expõe - no caso a deputada- do próprio racismo estratégico que praticam faceiramente.

Distantes da realidade, obcecados pelos privilégios que perdem a cada dia, não são capazes de entender o país em que vivem hoje, depois de 2018.

E jamais entenderão.

Porque não tem competência para isso.

E estão acostumados a um mundo em que vagabundos são recompensados pela indolência e amigos do rei de araque podem tudo.

Esse tempo já era.

Por isso, o desespero.

Não vai resolver nada, está ficando pequeno para eles.

Os bons tempos da mamata de lula e dilma acabaram.

O Brasil mudou.

Em 2022, essa constatação será evidente.

Bolsonaro será reeleito.

marcoangelifull

publicitário, artista plástico e cidadão

Apoie a independência do nosso trabalho. Colabore com qualquer valor através da nossa Vakinha virtual

Comentários

Mais em Política