A Editora Prudência e a arte

Abundantia, a deusa romana da boa sorte

Maria Ednalva de Lima não se considera uma colecionadora de arte. Como advogada prefere se posicionar, modestamente, apenas como uma amante dela.

No entanto, entre as inúmeras e belas obras que possui, estãoesculturas de Alfredo Ceschiatti, pinturas de Simone Toledo, Aldemir Martins..e mais recentemente -para minha satisfação, of course- duas de minhas pinturasque retratam São Paulo, uma delas de 2006 e outra de 2008.

Nos conhecemos justamente durante a aquisição dessas obras, e na sequência acabei desenhando para ela o logo da recém fundada Editora Prudência, resultado de uma feliz parceriaentre ela e Valéria Monteiro de Melo.A editora publicará principalmente livros ligados à jurisprudência, daí a origem de seu nome.

A ideia inicial era de se usar na marca a Roda da Fortuna, muito retratada na Idade Média e sempre associada aos acasos do destino que traziam consigo a felicidade ou a tristeza aos homens, a riqueza ou a pobreza, o amor ou o esquecimento...No entanto, a controladora da Roda era a Deusa Fors, ou Fortuna, também retratada desde a Idade Média como a Deusa Abundantia, deusa romana da boa sorte, abundânciae prosperidade.

E de mudanças que sempre significam evolução, melhorias...

Deusa Abundantia, escultura de Pompeo Marchesi, cerca de 1800, está em Porta Veneza, Milão

Abundantia era guardiã da cornucópia, que tem sua origem na mitologia grega e romana: o rei dos deuses, depois de ter acidentalmente quebrado o chifre do bode místico em um jogo,prometeu que o tal chifre jamais se esvaziaria dos frutos de seus desejos.

O desenho da deusa para a logomarca

Esse chifre foi entregue por ele aos cuidados da deusa, que acabou sendo caracterizada na arte sempre como 'a bela donzela do sucesso', e aparecia constantementenas moedas romanas

Assim, resolvi associar a Roda da Fortuna à deusa, e usei como base uma das esculturas que a representavam.

A imagem da deusa foi incorporada posteriormente, em meu design, à roda da fortuna, numa versão simplificada das que eram usadas nas iluminuras da Idade Média, e ficou assim:

Mais tarde, como deveria haver um relacionamento estreito e uma identificação da marca com arte, resolvi desenhar as letras manualmente, o que acabou dando um resultado bem interessante...Na versão final -aprovada- fiz a composição de todos os elementos e tivemos a logomarca definida e finalizada.

Finalmente a logomarca foi aplicada no projeto do primeiro livro da Editora, a ser lançado nos próximos meses, de autoria da própria advogada Maria Ednalva de Lima.

A capa do primeiro livro da Editora Prudência. A ilustração é a reprodução de uma de minhas pinturas, Teatro Municipal, São Paulo, obra de 2009.

*Publicado originalmente em julho de 2011

marcoangelifull

publicitário, artista plástico e cidadão

Apoie a independência do nosso trabalho. Colabore com qualquer valor acessando: apoia.se/marcoangelifull

Mais de marcoangelifull

Comentários

Mais em Arte e Cultura