Educação, o caminho correto

Se depender do governo Bolsonaro, o analfabetismo geral criado pelos governos do PT vai acabar.

O cuidado e o zelo pela Educação são fundamentais em qualquer país civilizado que se preze.

Considerando-se o rastro de destruição deixado pelos governos de esquerda na área, deve demorar, mas os passos necessários estão sendo dados.

No Brasil, o analfabetismo funcional é mato.

Basta que observemos estudantes em faculdades que mal sabem escrever uma frase.

Ou -pior- advogados, engenheiros ou arquitetos que não conseguem sequer interpretar um texto simples e muito menos escrevê-los.

No final do mês passado, o Ministério da Educação anunciou que repassará R$ 60 milhões que devem ser direcionados à escolas rurais.

Os recursos fazem parte do programa Educação conectada.

E vai levar a internet a 8 mil escolas públicas em regiões rurais.

Receberão internet (10 MB) escolas com mais de 149 estudantes que não tem ainda acesso ao serviço.

Não haverá custo algum para as escolas rurais, a maioria no Nordeste.

Desde o início do governo, em 2019, já foram atendidas 5.662 instituições de ensino em 1758 municípios, beneficiando mais de 2 milhões de estudantes.

A primeira escola a receber a conexão foi a Escola Municipal São João do Ubim, em Manacapuru, Amazonas.

Também no amazonas, alunos e professores da Escola São João do Rio agradeceram a iniciativa:

‘Podemos pesquisar trabalhos e videos(...)Não vai ser mais aquilo de você ver só caderno e lápis.’

Governos incompetentes dependem da ignorância do povo para manter o poder.

No caminho inverso, os que verdadeiramente se preocupam com o futuro cuidam -com carinho- da educação de seu povo.

Num país onde a cultura anda abaixo de zero e estudantes nus urinam em corredores de faculdades, a notícia soa como um alívio.

Educação.

Esse é o caminho.

E assim talvez, em alguns anos, a subcultura comunista irá se reduzir apenas ao pesadelo que sempre foi.

marcoangelifull

publicitário, artista plástico e cidadão

Apoie a independência do nosso trabalho. Colabore com qualquer valor acessando: apoia.se/marcoangelifull

Mais de marcoangelifull

Comentários

Mais em Política