Michelle Bolsonaro

A verdadeira dama do Brasil

Michelle Bolsonaro não age apenas, por protocolo, como a primeira dama deste país.

Ela é, verdadeiramente, sua primeira dama.

Em abril, em sua primeira viagem oficial como primeira dama, uma visita significativa: a moça esteve na Paraíba, em centros para crianças e jovens com doenças raras.

Ao lado do ministro da Cidadania, Osmar Terra, foi conhecer de perto a execução de projetos sociais que funcionam em parceria com o governo federal.

Lá, ela conversou e cantou com crianças e jovens.Entre eles -na imagem- Leryston, de 21 anos, que sofre de Epidermolise bolhosa, doença rara e sem cura.

No encontro, disse Michelle:“O meu amor começou pela comunidade surda, em 2015.

Mas, automaticamente, isso foi englobando as pessoas com deficiência e doenças raras.

Hoje, estou aqui para fazer a diferença.

A causa de vocês me toca e consigo me colocar no seu lugar.

Estamos aqui para começar a construir uma sociedade inclusiva e que tem um olhar especial para vocês.”

Leryston respondeu, através do Instagram:“Obrigado, meu Deus. Obrigado, Michelle Bolsonaro, pela sua visita e toda sua comitiva, muito obrigada. Deus continue lhe abençoando.”

Um mês mais tarde, Michelle inaugurou em Brasília a primeira escola de robótica para deficientes, no laboratório do Guará, que é o primeiro instituto do Brasil a trabalhar com tecnologia assistiva, atendendo pessoas com deficiência.

O objetivo do projeto: já em desenvolvimento na área da Marinha em Santa Maria -DF: oferecer a jovens e crianças longe de grandes centros um espaço com acesso à tecnologia para desenvolver criatividade e conhecimento.

Michelle em Guará, inaugurando a primeira escola de robótica para deficientes

São aulas de eletrônica, mecânica, programação, sensores, robótica, uso de drones, impressoras 3D, óculos de realidade virtual e aprendizado de robótica.A aula inaugural foi dada pelo ministro Marcos Pontes.

No dia, diante de cerca de 250 pessoas de diversos segmentos sociais, Michelle declarou:

‘(...)espero corresponder às expectativas de todos e peço a Deus que me capacite.’

Pois é, Deus parece mesmo ter acertado, e colocado nas mão certas o poder de auxiliar os infortunados deste país.Crianças e jovens especialmente.Mais do que o poder, a sabedoria para enxergar seu papel no mundo e na sociedade.

Isso Michelle Bolsonaro parece ter de sobra.

Aproveita com força e amor a chance que lhe foi dada.

Leryston, com suas palavras no Instagram, é a voz do Brasil consciente.

Michelle não faz o que faz por protocolo,nem pela própria imagem.

Faz pelo coração.

marcoangelifull

publicitário, artista plástico e cidadão

Apoie a independência do nosso trabalho. Colabore com qualquer valor acessando: apoia.se/marcoangelifull

Mais de marcoangelifull

Comentários

Mais em Política